Sunshine'

March 8, 2014 12:50 pm
Eu queria mesmo é poder acordar todo santo dia sentindo que teria motivos de sobra pra sorrir pelo dia inteiro. Há 1 ano e 4 meses eu aprendi uma nova forma de viver que me fez uma nova pessoa! Nesse tempo aprendi a ouvir e ser ouvida, a respeitar e ser respeitada, a cuidar e ser cuidada, amar e ser amada, ser feliz e fazer alguém feliz. Hoje sinto cheiros, gostos e me lembro sempre de tantos momentos que me da uma vontade infinita de voltar no tempo só pra rir e sorrir das mesmas coisas mil vezes se preciso. Hoje, não abro mão do seu amor por nada no mundo, porque além de amor, é amizade, cumplicidade e companheirismo. Nosso respeito é raro de se ver por aí e a forma como a gente se olha mesmo em público, faz de nós um acontecimento especial. Hoje faço planos que nunca fiz, me preocupo com coisas que nunca me preocupei e hoje amo coisas que nunca amei. Hoje me recordo do passado com saudade, mas não trocaria você pra viver nada de novo. Desde o momento que colocou os pés na minha vida, Deus já me avisava: Filha, fodeu! Você achou quem vai querer passar o resto da vida. Eu só tenho a agradecer pelo tanto que cresci e aprendi com esse amor que você me deu e pelo tanto que faz por mim. Suas surpresas, seus chiliques, seu silêncio, seus olhos de manhã, seu sorriso, seu toque, sua ternura. Já passamos por tanta coisa que fica difícil de enumerar as vezes que poderíamos ter caído, mas percebemos que juntos as coisas ficavam alguns porcentos mais fáceis e que éramos mais fortes. Quero um mesmo teto, um mesmo colchão, e mil sorrisos diários vindo de um só motivo! Obrigada por esse tempo de transformação e sonho. Gratidão, meu grande amor! <3

Eu queria mesmo é poder acordar todo santo dia sentindo que teria motivos de sobra pra sorrir pelo dia inteiro. Há 1 ano e 4 meses eu aprendi uma nova forma de viver que me fez uma nova pessoa! Nesse tempo aprendi a ouvir e ser ouvida, a respeitar e ser respeitada, a cuidar e ser cuidada, amar e ser amada, ser feliz e fazer alguém feliz. Hoje sinto cheiros, gostos e me lembro sempre de tantos momentos que me da uma vontade infinita de voltar no tempo só pra rir e sorrir das mesmas coisas mil vezes se preciso. Hoje, não abro mão do seu amor por nada no mundo, porque além de amor, é amizade, cumplicidade e companheirismo. Nosso respeito é raro de se ver por aí e a forma como a gente se olha mesmo em público, faz de nós um acontecimento especial. Hoje faço planos que nunca fiz, me preocupo com coisas que nunca me preocupei e hoje amo coisas que nunca amei. Hoje me recordo do passado com saudade, mas não trocaria você pra viver nada de novo. Desde o momento que colocou os pés na minha vida, Deus já me avisava: Filha, fodeu! Você achou quem vai querer passar o resto da vida. Eu só tenho a agradecer pelo tanto que cresci e aprendi com esse amor que você me deu e pelo tanto que faz por mim. Suas surpresas, seus chiliques, seu silêncio, seus olhos de manhã, seu sorriso, seu toque, sua ternura. Já passamos por tanta coisa que fica difícil de enumerar as vezes que poderíamos ter caído, mas percebemos que juntos as coisas ficavam alguns porcentos mais fáceis e que éramos mais fortes. Quero um mesmo teto, um mesmo colchão, e mil sorrisos diários vindo de um só motivo! Obrigada por esse tempo de transformação e sonho. Gratidão, meu grande amor! <3

February 24, 2014 7:34 pm

Vêm de bagagem pesada
Um terço, um escudo e a espada.
O foco e o medo nas pernas
Santo fraqueja e não quebra.

Tanta memória mal gasta
Nas costas o fardo e as estradas.
Já percorri, já corri, mas só encontrei massanetas trancadas.

Somos filhos de uma nação sem mãe gentil.
Nosso brado retumbante faz de nós um povo hostil. 
E a igualdade, não se conquista com os braços fortes. 
Desafio ao dia a dia, a liberdade e a própria morte.

Pra fortalecer nossos caminhos na jornada
Nossa música é o antídoto e deixa a mente já blindada
Me diz o que acontece com essa Terra.
Onde irmão mata irmão e a dor que fica não se enterra.

Eu busco as respostas nessas histórias de poder.
Super-heróis que não tiveram nenhum tempo de vencer.
Os calos nos dedos ilustram páginas viradas
E o sofrimento nas retinas valem mais que 10 palavras.

Essa vida fodida e mal paga quem vai acertar?
Mas “préstenção” que favelado não têm direito de se expressar.
Nas escadas o sangue jorrado pela bereta.
Só queremos o que escorre pelas veias e sai na ponta da caneta..

Reis e rainhas do gueto constroem nosso orgulho na raça.
E se respeito é pra quem têm, por aqui se distribui de graça.
No peito vêm o arregaço, clack bum, estilhaço.
Eles tentam bravamente, mas nossa gente é H.AÇO.

February 17, 2014 8:19 pm
A gente passa a vida inteira procurando alguém pra chamar de lar. A gente aprende que pra ser feliz, tem que ser &#8221;dois&#8221;. Não é mentira, claro que não é! A gente só não sabe se existe a hora certa pra chegar. Vira uma busca incansável e implacável até que ou a gente encontra ou a gente desiste. Eu desisti, Deus me deu uma colher de chá, e eu encontrei. Eu encontrei palavras doces em olhares cansados pela madrugada que me pediam pra ficar pro café. Eu me rendi com desculpas esfarrapadas de que não teria chave e ninguém em casa, precisando ficar um pouco mais&#8230; Eu me rendi pela amizade que vi que se formara me trazendo conforto e confiança. Eu sentia suas mãos mesmo longe, seus lábios quando eu fechava os olhos em minha cama e seu cheiro certamente ainda estava em mim. Aí então, me rendi por completo subindo na ponta dos pés, te abraçando pelo pescoço, escondendo meus olhos dos seus e cantarolando um disfarce soado por &#8221;eu te amo&#8221;. Eu me rendi e vendi minha vida por alguns sorrisos trocados. Não pedi troco e nem valor alto, não pensei em barganha e nem em lucros empresariais. Lá veio alguém com outra colher, dessa vez de sopa, me devolvendo tudo o que tinha à oferecer em dobro!Joguei minhas armas no chão e já não tinha mais por onde me render. Eu estava alí e era toda sua. Toda amor, toda riso. Tinha esquecido como era bom ser feliz e deixar que alguém nos faça feliz. Era como uma campanha por meus sorrisos de volta e pelo nascimento de novas esperanças. Junto contigo, ganhei também o medo. Medo birrento que a cada instante de felicidade me lembrava que nossas asas poderiam decidir abrir e voar pra longe. Eu sempre tive aqui, o medo de perder o que encontrei (mas achado não é roubado e quem perdeu foi relaxado, &#8221;lero lero lero&#8221;)&#8230; e eu abati o medo com cuidado, carinho e afago. Levantarei daqui pra frente se necessário, todos os dias mais cedo pra te acordar com carinho, com os dedos levinhos pelas suas costas e o cheirinho de café predominando pela casa. Eu tentarei todos os dias da minha vida se preciso, ser uma pessoa melhor pra te dar o conforto e a tranquilidade que merece. Eu mataria todos os dias se preciso, cada novo monstrinho do orgulho que por ventura, viesse esfriar nosso lugar na cama. Eu encararia todos os dias se preciso, o medo de frente,  sem retomar as velhas armas e escudos do passado. Eu te juraria de joelhos meus olhares mais sinceros, minhas preces mais silenciosas, minhas vitórias mais precisas, meus desejos de &#8221;bom dia&#8221; mais animados, meus carinhos mais quentes, minhas mãos com ternura, meu colo com desejos de feridas que secassem. Eu me rendo todo santo dia quando ganho um sorriso teu pela manhã e me lembro como sou amada. Eu esqueci completamente o que é dar sem receber a partir do momento que escolhi você. Esqueço que a hora passa, que tenho que ir embora, esqueço o quanto é forte a dor da despedida quando no colchão pequeno nos abraçamos apertados até que nossos narizes se encostem num gesto de amor. Finalmente rezo, torço e desejo que algo nessa vida seja pra sempre. Esqueci o ódio que tinha pela rotina e o amor pela mudança. Hoje, esqueci completamente como é ser um, rodeado de milhares e ainda sim sozinho. Graças ás colheres de chá, hoje sou uni, duni, tê. Hoje graças à tudo, escolhi e tenho você.!Ter alguém que te faça virar criança quando a alegria toma conta, que faz seu coração bater rápido demais e que mesmo depois do tempo exigido, te faz sentir ainda apaixonada, será sempre uma crônica sobre o que procuramos desde sempre. Quando encontrar, certamente sua alma saberá. Não procurei, mas encontrei.

A gente passa a vida inteira procurando alguém pra chamar de lar. A gente aprende que pra ser feliz, tem que ser ”dois”. Não é mentira, claro que não é! A gente só não sabe se existe a hora certa pra chegar. Vira uma busca incansável e implacável até que ou a gente encontra ou a gente desiste. Eu desisti, Deus me deu uma colher de chá, e eu encontrei. Eu encontrei palavras doces em olhares cansados pela madrugada que me pediam pra ficar pro café. Eu me rendi com desculpas esfarrapadas de que não teria chave e ninguém em casa, precisando ficar um pouco mais… Eu me rendi pela amizade que vi que se formara me trazendo conforto e confiança. Eu sentia suas mãos mesmo longe, seus lábios quando eu fechava os olhos em minha cama e seu cheiro certamente ainda estava em mim. Aí então, me rendi por completo subindo na ponta dos pés, te abraçando pelo pescoço, escondendo meus olhos dos seus e cantarolando um disfarce soado por ”eu te amo”. Eu me rendi e vendi minha vida por alguns sorrisos trocados. Não pedi troco e nem valor alto, não pensei em barganha e nem em lucros empresariais. Lá veio alguém com outra colher, dessa vez de sopa, me devolvendo tudo o que tinha à oferecer em dobro!
Joguei minhas armas no chão e já não tinha mais por onde me render. Eu estava alí e era toda sua. Toda amor, toda riso. 
Tinha esquecido como era bom ser feliz e deixar que alguém nos faça feliz. Era como uma campanha por meus sorrisos de volta e pelo nascimento de novas esperanças. Junto contigo, ganhei também o medo. Medo birrento que a cada instante de felicidade me lembrava que nossas asas poderiam decidir abrir e voar pra longe. Eu sempre tive aqui, o medo de perder o que encontrei (mas achado não é roubado e quem perdeu foi relaxado, ”lero lero lero”)… e eu abati o medo com cuidado, carinho e afago. Levantarei daqui pra frente se necessário, todos os dias mais cedo pra te acordar com carinho, com os dedos levinhos pelas suas costas e o cheirinho de café predominando pela casa. Eu tentarei todos os dias da minha vida se preciso, ser uma pessoa melhor pra te dar o conforto e a tranquilidade que merece. Eu mataria todos os dias se preciso, cada novo monstrinho do orgulho que por ventura, viesse esfriar nosso lugar na cama. Eu encararia todos os dias se preciso, o medo de frente,  sem retomar as velhas armas e escudos do passado. Eu te juraria de joelhos meus olhares mais sinceros, minhas preces mais silenciosas, minhas vitórias mais precisas, meus desejos de ”bom dia” mais animados, meus carinhos mais quentes, minhas mãos com ternura, meu colo com desejos de feridas que secassem. Eu me rendo todo santo dia quando ganho um sorriso teu pela manhã e me lembro como sou amada. Eu esqueci completamente o que é dar sem receber a partir do momento que escolhi você. Esqueço que a hora passa, que tenho que ir embora, esqueço o quanto é forte a dor da despedida quando no colchão pequeno nos abraçamos apertados até que nossos narizes se encostem num gesto de amor. Finalmente rezo, torço e desejo que algo nessa vida seja pra sempre. Esqueci o ódio que tinha pela rotina e o amor pela mudança. Hoje, esqueci completamente como é ser um, rodeado de milhares e ainda sim sozinho. Graças ás colheres de chá, hoje sou uni, duni, tê. Hoje graças à tudo, escolhi e tenho você.!
Ter alguém que te faça virar criança quando a alegria toma conta, que faz seu coração bater rápido demais e que mesmo depois do tempo exigido, te faz sentir ainda apaixonada, será sempre uma crônica sobre o que procuramos desde sempre. Quando encontrar, certamente sua alma saberá. Não procurei, mas encontrei.

November 19, 2013 3:05 pm
craigsjunkdrawer:

Sad day for the heads in NYC… #5pointz was whitewashed in the middle of the night yesterday… #rip #art #graffiti #nyc #legendsneverdie ( this is an unused pic from the summer when I went there)

craigsjunkdrawer:

Sad day for the heads in NYC… #5pointz was whitewashed in the middle of the night yesterday… #rip #art #graffiti #nyc #legendsneverdie ( this is an unused pic from the summer when I went there)

(via in2graff)

October 3, 2013 10:22 pm

Declaração sem surpresa, sem vela. Só cantoria do coração.

Busquei nos mais renomados escritores, poetas e pensadores, a inspiração certa pra arrancar-te suspiros antes de dormir. Busquei tanto que acabei desistindo e deixando o pobre coração cantar sem preocupação de acordar os vizinhos. Meio desafinado talvez, que não chegue à seus ouvidos de forma certa, mas ele só queria que soubesse que só quem canta é feliz. Deixei de lado há alguns meses aquele medo de ser feliz (ou de chorar se o ser feliz me virasse as costas) e resolvi cantar todos os dias, mesmo sem céu azul. Meu Deus! Eu já não sei traduzir as batidas aceleradas do meu peito! Talvez sejam essas coisas que fazem a gente acreditar em algo maior. Eu queria que todos os amores fossem eternos, porém certos e eternamente felizes. É esse alguém que me descobriu que me faz querer isso o tempo todo. Nossas pernas entrelaçadas em dias frios, o sorriso estampado do outro lado da rua se avista. Acho que eu nunca vou entender. Será que vem daí o roteiro dos grandes romances nas telas dos abandonados? Mas hoje pensei que talvez você fosse algo que eu nunca conseguiria explicar. Desculpe, mas eu não precisaria mais ninguém por perto. A cantoria do seu peito em um quarto escuro, cheirando ao seu perfume e ao meu misturados, seria algo como uma linda sobrevivência. Deixaria de lado os boom baps pro desafino do seu coração quando me visse chegar. Quando os defeitos já não superam mais nada, quando a vontade de não sair do seu lado só aumenta de madrugada. Essa melanina me cega diante de qualquer outro alguém. Só te vejo, só te sinto, só te quero bem! Talvez você entenda quando estivermos a sós, que meus desejos de menina, você transformou em realidade de mulher. Te entrego minha vida, meus medos, meus sonhos, minha alma e uma pétala de bem-me-quer. Minhas falhas são tão grandes, eu sei… Mas passo o dia pensando em como te agradar! Me desculpe a insegurança, é que talvez, ninguém nunca tenha me tirado pra dançar. Minhas mãos nunca foram selecionadas pra percorrer seu manequim e nem ensinadas a jurar tocando os lábios, pra música me entregar. Me perdoe a ciumeira e por ela ser tão rotineira. Mas talvez você entenda, que nosso ouro tão suado de encontrar, requer muito carinho a se zelar. Até hoje, malditas borboletas aceleram meu metabolismo quando sei que está pra chegar. Ê semana demorada! Quero logo poder de abraçar! Que me desculpe o prédio inteiro ás três da madrugada, é que saudade tá doída, não aguento esperar até amanhã. Por favor, não esquece aquele som na sala, o jantar improvisado e as velas acesas a te esperar chegar. Meu corpo ferve, sem mais demora, sem mais conversa, senta aqui… Meu beijo têm algo pra te falar! Espero o tempo inteiro pro seu olhar fitar o meu, dizendo: Fica! Amanhã eu faço o café! No fim da tarde, todos percebem meu sorriso e dele descobrem teu nome. Nunca soube como tirar ele do rosto, depois da primeira vez que você me fez sorrir! Vai esfriar, mas não tem problema… a noite eu levanto pra te cobrir! Te cobrir de beijos pelo corpo ou de sonhos bons, que seja! Por favor, não se deixa esquecer que eu sou a mesma boba apaixonada de 10 meses atrás. Onde ouvir sua voz todo dia de manhã era melhor que doce no lugar do jantar. Calma, ele já vai abaixar o som pra você dormir, mas enquanto souber que ele vive por você, meu coração nunca vai parar de cantar!

September 10, 2013 12:20 pm

Pra que falar do ódio onde o amor nunca é visto?
Nas ruas da cidade o sofrimento é previsto.
Tentar acreditar que algo um dia vai mudar
Mas nas vielas onde eu passo só tem sangue pra limpar.

As mãos atadas, olhos vendados.
As canecas nas calçadas acumulam apenas uns centavos.
Doença, loucura, aperto, fissura.
Nem chuva de água benta ameniza essa vida dura.

Envolto nas histórias de um fino cobertor
A chacina é noite e dia, não foi ninguém que me contou.
Sonhos pisoteados antes mesmo de nascer
Seu sonho na favela é conseguir vencer…

O crack, o crime, a luta diária.
Quantas Donas Maria já não se acabaram em lágrimas!?
Um preto, fodido, as mãos calejadas.
Rodeado de Caim, o amor parece uma piada!

A criança de HK na mão,
Só queria mais conforto, não perder a vida em vão.
Acorda pra vida, que porra é essa ostentação?
Ter cifrão não justifica falta de um bom coração!

O teu carro blindado não protege teu legado.
Quantas vidas já roubou em troca de um terno importado?
A casa vai cair pra político safado.
Filho Teu não foge a luta e nem esquece do passado!

Deus, olhai por nós.
Mal consigo ouvir sua voz!
Aqui o som que ecoa é o choro que vêm logo após…
Rá ta ta ta! Morte não dá pra restaurar!

Pra verme, só mais um vagabundo pra abafar.
No teu corpo fechado, lágrimas pra abençoar.
Tua lembrança será honrada enquanto eu aqui reinar.

Quero falar de rosas, bem longe da sepultura.
Que o mal de toda alma, encontre sua cura.
Seu bolso, sua raça. Sua classe, sua graça.
Que seu sonho pro sistema ainda seja uma ameaça!

Recolham os corpos sem demora. A hora é essa!
Houve um dia em que a periferia não fez festa.
E quem dirá que o dinheiro não é a voz da verdade
Que não paga as contas da merda da impunidade?

Onde bandido, político, pobreza, , milícia
Só vivessem em alguma história fictícia.
Quem tá de fora nunca vai me ver.
A única verdade dita é a história da TV.

Se é branco, se é preto, que pouco importa?
A merda é que ninguém nunca olha pro que tá em volta.
É julgamento sem antídoto pra dor.
Afinal, nosso sangue é da mesma cor.


Nossos rostos tem os traços da batalha.
Sorriso árduo, só pensando que Deus não falha.
Justiça falha, terra de manto azul anil.
Pena que não protege contra as balas da civil.

O povo tá com fome, sem metáfora, é verdade!
O povo tá com sede de gozar a liberdade!
Na pilantragem, vários manos caíram nessa.
E a real é que a mesa vazia não fez promessa!

September 2, 2013 12:36 pm

Relacionamento novo, é tipo fruta doce colhida do pé. Uma mordida suculenta e ver o pé ainda cheio, já basta! Mas seres humanos, seres estranhos e sua necessidade de variar, de enjoar, de acostumar-se. O pé do outro lado está vistoso e têm frutas diferentes. Ah, que aventura! La vou me deliciar de novo, mas mal me lembro da importância das frutas que me fizeram satisfeito e me manteram por tanto tempo, produzindo as mais maravilhosas só para mim. - E agora? Enfim, o novo pé já me enjoou. 

August 20, 2013 11:19 pm

  Acho que é como os filmes e músicas sempre me disseram… Assim, que nada seria fácil se a confiança não soubesse andar de salto e caísse no primeiro buraco feito no asfalto. Acho bonito a maneira como as pessoas se dissimulam e criam emaranhadas estórias para se livrarem de feitos vergonhosos, ou nos quais se arrependeriam tempos depois.
   Mas onde está a beleza de dar uma rasteira nos primeiros passos da confiança, naquele lindo sapato vermelho? Bom, você poderia ser mais forte né Senhorita? Mais algumas aulas de etiqueta pra não cair, umas aulas de artes marciais pra ganhar corpo e pernas calejadas. Talvez um pouco mais disso e você não se espatifaria de cara na primeira ueda.       
  Gostaria de ver seu rosto bonito outra vez, sem esses arranhões feios e dedos quebrados que ganhou. Gostaria que seus cortes não virassem cicatrizes pra vezes que despercebida passasse a mão em teu corpo, as sentisse e lembrasse toda santa vez de como você se machucou e como me machucou também. Talvez seja assim, o desconhecido prazer em ocultar‐te segredos que não deviam ser executados e uma bela rasteira em tuas lindas pernas, e NÓS, nunca mais andaremos com a mesma firmeza de crianças descalças, seguras, a gargalhar. Quem sabe um dia, alguma ciência ou psicologia, descubra um jeito de te resgatar, doce confiança. 

August 2, 2013 4:27 pm
4:26 pm
Doc. Rhymes &amp; Reason.

Doc. Rhymes & Reason.